Identidade

Constituído em 2003, o Agrupamento de Escolas de Ílhavo integra todos os níveis de ensino, desde o Pré-Escolar ao Ensino Secundário. É um Agrupamento de Escolas de Referência para a Educação Bilingue de Alunos Surdos (AEREBAS) e Agrupamento de Referência no Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância (SNIPI).

Desde 2012 passou a incorporar a Escola Secundária Dr. João Carlos Celestino Gomes que assumiu o papel de escola-sede do Agrupamento. É atualmente composto por nove estabelecimentos de ensino.

 

Missão          

Por definição, a missão refere-se ao propósito da organização, ao que justifica a sua existência e ao que legitima a função da escola na sociedade.

O AEI pretende prestar à comunidade um serviço educativo de excelência, capaz de responder à diversidade de necessidades de cada aluno, para que este se torne cada vez mais um indivíduo:

  • livre, autónomo, responsável e consciente de si próprio e do mundo que o rodeia;
  • capaz de lidar com a mudança e a incerteza;
  • que respeite os princípios fundamentais da sociedade democrática;
  • que valorize o respeito pela dignidade humana, pelo exercício da cidadania, pela solidariedade para com os outros, rejeitando toda as formas de discriminação e de exclusão social;
  • capaz de reconhecer a importância dos diferentes saberes para a sustentabilidade social, cultural, económica e ambiental de Portugal e do mundo;
  • com competência de trabalho colaborativo e de comunicação e capaz de continuar a aprendizagem ao longo da vida, enquanto fator decisivo para o seu desenvolvimento pessoal e para a sua intervenção social;
  • com múltiplas literacias que lhe permitam analisar e questionar criticamente a realidade.

 in O perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória. (Despacho n.º 6478/2017, 26 de julho)

  Visão

 A visão refere-se a uma ambição, a um estádio evolutivo que o AEI pretende alcançar, baseado na compreensão partilhada do que é hoje o AEI e do que se pretende que venha a ser.

Assim, pretende-se que o AEI seja reconhecido como um espaço de aprendizagem de referência que :

  • educa para o futuro, privilegiando um ensino inclusivo e plural assente na qualidade e no rigor, dotando os alunos de literacias que alicercem uma aprendizagem ao longo da vida;
  • educa para uma cidadania democrática e empreendedora, fomentando uma consciência individual e coletiva;
  • educa no respeito integral  pela identidade de cada um;
  • educa para o desenvolvimento sustentável nas vertentes social, cultural, económica e ambiental, para fazer face a um mundo em permanente evolução, incerto, complexo e ambíguo;
  • educa para o pensamento crítico e autónomo que potencie o desenvolvimento de inteligências em rede assentes na colaboração, no comprometimento, na interdependência e na integridade.

 

valores

A prossecução da missão e da visão, anteriormente explicitadas, encontra-se ancorada nos valores enunciados na figura seguinte e que se encontram consignados no Despacho n.º 6478/2017, 26 de julho:

  • Responsabilidade e integridade – Respeitar-se a si mesmo e aos outros; saber agir eticamente, consciente da obrigação de responder pelas próprias ações e de as ponderar em função do bem comum.
  • Excelência e exigência – Aspirar ao rigor e à superação; ser perseverante perante as dificuldades; ter consciência de si e dos outros; ter sensibilidade e ser solidário para com os outros.
  • Curiosidade, reflexão e inovação – Desenvolver o pensamento reflexivo, crítico e criativo; procurar novas soluções e aplicações numa perspetiva de querer saber cada vez mais.
  • Cidadania e participação – Demonstrar respeito pela diversidade humana e cultural e agir de acordo com os princípios dos direitos humanos; negociar a solução de conflitos em prol da solidariedade e da sustentabilidade ecológica; ser interventivo, tomando a iniciativa e sendo empreendedor.
  • Liberdade – Manifestar a autonomia pessoal centrada nos direitos humanos, na democracia, na cidadania, na equidade, no respeito mútuo, na livre escolha e no bem comum.

 

DOCUMENTOS: